Bookmark and Share

Quando o estresse é fonte de problemas

Roberta Oliveira

Para muitas pessoas o dia a dia se torna um verdadeiro campo de batalha devido à sobrecarga de tarefas (a fazer) e o acúmulo de responsabilidades. Por exemplo: acordar cedo, levar os filhos ao colégio, ir e voltar do trabalho, pegar os filhos na escola, preparar o jantar, arrumar a casa, etc. No final do dia a pessoa está exausta, acabando por não conseguir tirar um tempo para o lazer, agravando ainda mais o quadro de estresse.

Pesquisas científicas evidenciam que as conseqüências para a saúde com o excesso de tarefas por um período prolongado são várias, como o enfraquecimento do sistema imunológico e aumento do risco de doenças cardíacas e da circulação sangüínea, além de acelerar o envelhecimento não só da aparência, mas também orgânica.

Esse excesso de atividades pode causar muitos desconfortos no âmbito familiar e profissional, fazendo a pessoa ficar mais irritadiça por questões corriqueiras do dia a dia, gerando mais preocupações e sensação de falta de tempo. Em muitos casos diminui a auto-estima e aumenta o sentimento de culpa por não conseguir administrar suas atividades diárias.

O estresse em crianças e adolescentes tendem a se manifestar em sintomas como irritabilidade, ansiedade, insegurança e agressividade. Alguns jovens tentam reduzir ou compensar a angústia provocada pelo estresse recorrendo ao álcool, cigarro, drogas ou remédios sem recomendação médica.

O desenvolvimento da criança depende de cuidados, da atenção e orientação dos adultos e é natural que, para assegurar o apoio físico e emocional, tanto as crianças como os adolescentes são sensíveis aos comportamentos inadequados dos pais. E em inúmeros casos, os pais vivem sem tempo para dar uma atenção personalizada para os seus filhos, assim repassando aos mesmos os seus estresses e problemas, criando um círculo vicioso e aparentemente sem fim. Onde os pais se queixam dos filhos e esses se queixam de seus pais, ocultando o foco do problema que é o excesso de atividades e a privação de lazer.

Às vezes não é possível identificar as fontes de estressse. Elas nem sempre estão bem claras, Por isso atualmente a ciência vem crescendo muito nessa área e proporcionando para uma melhor qualidade de vida com alternativas simples de terapia com técnicas modernas e eficazes no tratamento do estresse.

Quando identificamos que estamos estressados e que alguma coisa não está bem em nossa vida, devemos analisar se temos condições de superarmos essa fase ou se temos que recorrer a um profissional especializado na área. O que não é aconselhável fazer é viver estressado e não procurar ajuda, seja ela qual for. Pois, às vezes só percebemos que estamos muito estressados quando algo de muito ruim acontece conosco.

Não deixe isso acontecer! Diminua seu estresse e comece a praticar atividades prazerosas administrando melhor o seu tempo. Temos certeza que sua qualidade de vida será melhor, seus amigos e familiares irão desfrutar desse benefício também.

Matéria Publicada na Revista Medicina e Saúde

Palavras-chave: Stress, Estresse, Estafa, Psicólogos

 

Nosso site antigo - psicólogos

O Insca

Somos um centro de referência em saúde mental e prestamos serviços de Psicologia, Psiquiatria, Neuropsicologia e Psicopedagogia. Nossa missão é oferecer serviços em saúde mental eficientes e atuais, unindo o trabalho científico e a experiência prática na busca da excelência nos atendimentos.

 

Central de atendimento

Fale com a nossa secretária abaixo:
Live chat by BoldChat

Skype: insca2

WhatsAppWhatsApp: (11) 98125-3688

E-mails: cac@insca.com.br ou inscainsca@gmail.com

Tel.: 55+ (11) 3522-5024 / 3487-5610 / 2769-0400 / 98125-3688

Entre em contato com nossa central por um dos meios acima, ou preencha os  dados no link abaixo, sem compromisso, informando o consultório de interesse, para enviarmos os valores e horários disponíveis.
Clique aqui para enviar sua mensagem.